.bookmark{ padding:0px; margin-top:15px; background:#ddd; } .bookmark a:hover { position: relative; top: 1px; left: 1px; } .bookmark img { border: 0; padding:0px; margin-top:15px; } -->

Tamanho da Letra

-A - +A

Sítios Arqueológicos do Brasil (Parte I)

Twit This! |

Serra da Capivara

A maior concentração de sítios arqueológicos no Brasil encontra-se no Parque Nacional da Serra da Capivara, em São Raimundo Nonato, Piauí. Com mais de setecentos sítios, o local é considerado pela Organização das Nações Unidas (ONU), patrimônio cultural da humanidade.

De todos os sítios da região, o mais antigo e importante  é o Boqueirão da Pedra Furada, onde foram encontrados vestígios que, segundo alguns pesquisadores, indicam a presença humana no local há cerca de 50 mil anos.

Os sítios de Minas Gerais

A região de Lagoa Santa, em Minas Gerais, é outro dos principais sítios arqueológicos do país. Ali foi encontrado o crânio de Luzia, o mais antigo fóssil humano encontrado nas Américas, com 11.500 anos, além de machados de pedra.

Luzia, fóssil humano mais antigo das Américas Luzia, o mais antigo fóssil das Américas

Reconstituição da cabeça de Luzia feita na Universidade de Manchester, Inglaterra, com a ajuda de tomografias computadorizadas. A reconstrução revela uma face de traços negróides, em contraste com a dos índios de características mongolóides encontradas por Cabral em 1500.

 

Também é antiga a presença humana no Vale do Peruaçu, no Alto São Francisco, em Minas Gerais. Pesquisas indicam que esse lugar  começou a ser ocupado há aproximadamente 11 mil anos.

 

mapa sítios arqueológicos do Brasil 

Mapa: Sítios Arqueológicos do Brasil

Amazônia e Ilha de Marajó

Pesquisas arqueológicas comprovam que a região amazônica já era habitada por povos caçadores-coletores há cerca de 12 mil anos. Por voltas de 2000 a.C., alguns desses povos descobriram a agricultura e a arte da cerâmica. Entre os anos 1000 a.C e 1000 d.C., surgiram ali sociedades mais complexas, com uma organização social hierárquica e um artesanato altamente desenvolvido. O centro de uma dessas sociedades parece ter se estabelecido nas proximidades da atual cidade de Santarém, no Pará.

Há cerca de 3 500 anos grupos de agricultores começaram a colonizar a Ilha de Marajó, na foz do rio Amazonas. Ali, por volta do ano 200, surgiu a mais notável cultura amazônica do período pré-colonial no Brasil: a civilização Marajoara.

 

cerâmica Marajoara , encontrada em Rio Anjás, Ilha de Marajó Cerâmica Marajoara, encontrada em 1949

 

Um terceiro sítio arqueológico importante no Pará  é o de Pedra Pintada, no município de Monte Alegre. Ali, pesquisas recentes revelaram a presença de grupos humanos há cerca de 11 200 anos.

Por volta de 3500 a.C desenvolveu-se no sul e sudeste do Brasil um cultura de agricultores e ceramistas conhecida como povo de Itararé. Esses paleoíndios se instalaram em planaltos a mais de 800 metros acima do nível do mar, em regiões frias. Para se abrigar, eles construíram suas habitações abaixo do solo.

Para isso, escavaram buracos de até 8 metros de profundidade e 20 metros de diâmetro. Depois, cobriam-nos com um teto feito provavelmente de madeira, argila e gramíneas. As habitações se comunicavam entre si, por túneis, onde também ficavam guardados alimentos e certos objetos, como vasos de cerâmica.

Gislane e Reinaldo. História. ensino médio. volume único.

Assine nosso feed. É Grátis.

Leia Também:  Américas na Antiguidade

3 :

Karlla M. disse...

Olá tudo bom!?
Encotrei o seu blog por acaso na net e achei um excelente trabalho. Amo História e voltar ao passado que a gente não viu, aliás, nem mesmo existia é um prazer e tanto!
Parabéns. Passarei sempre por aqui.
Sucesso!

Susi disse...

Oi Karlla, é sempre bom saber que as pessoas gostam do trabalho que executamos. Obrigado pela visita e volte sempre que quiser.

Anônimo disse...

Adorei o site tem muitas coisas interessantes,meu traballho ficou ótimo.

 

©2009 HISTOBLOG - História Geral | Template Blue by TNB